Blogue

Nós, os Livros Infantis, vimos por este meio manifestar o nosso descontentamento perante algumas utilizações que fazem de nós e por, muitas vezes, sermos até ignorados e abandonados ao pó e à traça.

Assim, reclamamos o direito de:

na escola

– sermos lidos por todos: alunos, professores e assistentes operacionais – diariamente –, em horário nobre, e não apenas pelos alunos quando têm algum tempo livre (porque terminam as outras tarefas, esperam por algo ou alguém, ou porque as matérias já foram dadas);

– sermos lidos – também e muitas vezes – só pelo prazer da leitura (sem avaliações ou fichas de leitura);

– sermos valorizados independentemente do tamanho, formato, ilustração… sem que nos seja exigido sempre um tema didático ou um ensinamento.

em casa

– fazermos parte da rotina diária tal como a alimentação, a higiene ou o sono, integrando, de uma vez por todas, o conjunto dos hábitos indispensáveis à saúde e ao bem-estar em geral;

– sermos usados pelas crianças para fazer de avião, de mota ou de qualquer outra coisa, nas suas brincadeiras;

– sermos lidos de trás para a frente ou de pernas para o ar (também os leitores de pernas para o ar, se assim o entenderem).

 

Num qualquer espaço físico (ou virtual), em 2 de abril de 2024,

Os Livros Infantis

 

E tu? Subscreves este manifesto?

 

Comentários(2)

    • Albertina

    • 3 semanas atrás

    Claro que subscrevo.
    Um beijinho, Isabel.

    • Isabel Gonçalves

    • 3 semanas atrás

    Obrigada pelo teu comentário.
    Um beijinho, Albertina.

Deixe um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recebe todas as novidades!

Subscreve a nossa newsletter e recebe todas as novidades sobre o Canteiro das Violetras.